Inscreva-se na newsletter

Inscreva-se na newsletter de FCA Press e fique atualizado sobre todas as novidades

03 jul 2020

Novo Fiat 500 apresentado no Quirinal e no Palácio Chigi

Novo Fiat 500 apresentado no Quirinal e no Palácio Chigi

 

John Elkann, Pietro Gorlier e Olivier Francois apresentam o Novo 500, o modelo da FCA com zero emissões, às mais altas individualidades do Estado italiano.

 

O Novo 500 fez hoje a sua estreia institucional, primeiro no Palácio do Quirinal, onde o modelo totalmente elétrico da Fiat Chrysler Automobiles foi apresentado ao Presidente da República Italiana, Sergio Mattarella, por John Elkann, Chairman da FCA, Pietro Gorlier, Chief Operating Officer da FCA para a Região EMEA e Olivier Francois, Presidente da Fiat Brand Global. A Administração da FCA viajou depois para o Palácio Chigi para apresentar o Novo 500 a Giuseppe Conte, Primeiro-Ministro de Itália.

 

No Quirinal, o modelo foi apresentado no pátio do palácio presidencial. John Elkann, Pietro Gorlier e Olivier François explicaram ao Presidente Mattarella por que motivo a terceira geração do 500 representa a resposta integralmente italiana à mobilidade sustentável do futuro.

 

O Novo 500 BEV foi criado, desenhado e desenvolvido em Turim: um produto genuinamente “Made at Fiat” e “Made in Turin”. Apenas mais um brilhante exemplo da criatividade e inovação de que a Fiat e a cidade – onde a Fiat foi fundada há mais de 120 anos – tanto se orgulham. Isto está também demonstrado em todas as iniciativas de e-Mobility criadas no complexo de Mirafiori, entre as quais se inclui o projeto-piloto Vehicle-to-Grid (V2G) que, uma vez concluído, representará a maior instalação do género no mundo.  No fim de 2021, a infraestrutura terá capacidade para interligar até 700 veículos elétricos, conseguindo fornecer serviços de rede ultrarrápidos ao operador de distribuição de energia, além de carregar os próprios veículos.

 

Durante a tarde, os quadros dirigentes da FCA visitaram a sede do Governo de Itália para se encontrarem com o Primeiro-Ministro, Giuseppe Conte, a quem apresentaram o Novo Fiat 500 no pátio do Palácio Chigi. Oportunidade perfeita para reafirmar o compromisso da FCA de levar a cabo o amplo plano de investimentos para Itália, grande parte do qual já foi lançado em fábricas nacionais. Este plano tem como base uma transformação da indústria automóvel italiana, tendo como objetivo um futuro com reduzido impacto ambiental, potenciado pelo incremento de veículos híbridos conectados e veículos elétricos.

 

Para desenhar o futuro do 500, a Fiat partiu daquilo que fez do modelo aquilo que hoje é. O mesmo aconteceu também na primeira geração, que ofereceu mobilidade e liberdade nos anos sessenta. O 500 representou uma vaga de mudança, uma viatura sempre na crista da onda que se afirmou como um ícone desde o lançamento, há 63 anos. Com a segunda geração, de 2007, o Fiat 500 tornou-se um exemplo daquela moda e daquele estilo italianos que conquistaram o mundo. Agora, num momento em que se espera que a mobilidade seja mais sustentável, conectada e autónoma, a terceira geração do Fiat 500 está mais uma vez na vanguarda, trazendo consigo design e prazer de condução, a par do valor simbólico, do excecional estilo e da forte personalidade que passaram a fazer parte integrante do inconsciente coletivo.

 

Tal como nos anos sessenta, quando o 500 deu vida à mobilidade de massas, elevando a cultura italiana e a vida despreocupada a um outro nível, o Novo 500 está agora a personalizar a positividade e o recomeço, tornando-se o seu porta-estandarte e levando até uma nova dimensão a sustentabilidade da mobilidade urbana elétrica.

 

Porto Salvo, 3 de julho de 2020

Inscreva-se na newsletter.

INSCREVA-SE AGORA